APP se reúne com oficiais militares dirigentes da Assofepar APP-Sindicato

APP se reúne com oficiais militares dirigentes da Assofepar


A direção da APP-Sindicato recebeu na tarde desta sexta-feira (07) dirigentes da Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Paraná (Assofepar).

Dentre vários temas comuns que foram abordados na reunião, as principal preocupação das duas direções é o descumprimento de direitos dos servidores(as) públicos(as) por parte do governo Beto Richa.

Neste sentido, o cumprimento de direitos – como progressões e promoções e a data base – foi debatido, onde as duas entidades compreendem que, mesmo diante do cenário de crise econômica, o governo do Paraná tem condições de cumprir com as leis que determinam estes pagamentos.

Os dirigentes da Assofepar irão reforçar as mobilizações junto aos deputados(as) estaduais, para que não seja votado qualquer projeto de lei que reduza direitos. Foi estabelecida uma agenda de reuniões para debates em torno da previdência, segurança pública e violência, além do  adoecimento que tem um alto índice em ambas as categorias. A perspectiva é buscar ações que previnam este quadro que precisa ser debatido e adequadamente encaminhado pelo governo.

Para o presidente da APP-Sindicato, o professor Hermes Silva Leão, é preciso “A reunião desta tarde foi desdobramento de reuniões anteriores em que as duas direções vêm aprofundando uma compreensão da importância de reforçar as pautas de valorização dos servidores públicos do Paraná. Entendemos que é preciso unir esforços para garantir o atendimento às pautas comuns de direitos da categoria”.

Além disso, Hermes destaca a importância de ambas as categorias reforçarem a garantia do pagamento da data-base, que é o reajuste que atinge todos os segmentos da categoria, sejam aposentados(as) ou contratos temporários (PSS), além dos efetivos.

Participaram da reunião, pela APP-Sindicato, o presidente Hermes Silva Leão, o secretário de Assuntos Jurídicos, Mario Sérgio, a secretária de Finanças, Marlei Fernandes de Carvalho e o economista Cid Cordeiro, assessor da APP. Pela Assofepar, participaram o presidente Coronel Farias, o Capitão Goulart, o Capitão Durant, o Capitão Motta.

Nota de repúdio: No dia 04 de outubro, a Assofepar emitiu uma nota em que repudia a mensagem de lei 043/2016, encaminhada à Assembleia Legislativa do Paraná. Clique aqui para ler a nota de repúdio.

MENU