APP participa da reunião de formação do grupo de usuários do SAS de Umuarama

APP participa da reunião de formação do grupo de usuários do SAS de Umuarama


Na manhã desta terça-feira (29/09), na sede do núcleo sindical de Umuarama, o secretário de Saúde e Previdência da APP-Sindicato, Idemar Beki participou de uma reunião com representantes do Fórum dos Servidores na região, da Emater, do Ministério Público, do Serviço Auxiliar da Infância e Juventude, do Sinteemar e do Núcleo Regional de Educação (NRE-Umuarama). O objetivo foi debater a formação do Grupo de Usuários do Sistema de Assistência a Saúde (SAS), já que há várias reclamações dos usuários deste sistema e do hospital conveniado na região, o CEMIL (Centro Médico Materno-infantil Ltda.).

 

De acordo com os usuários, um dos principais problemas da Macro Região de Umuarama é o valor pago por vida: R$ 10,90. Por ser o mais baixo de Estado do Paraná, os servidores estaduais têm sofrido com o mau atendimento feito pelo referido hospital. “Na visão do gestor do mesmo, não se pode fazer um bom atendimento aos usuários, visto que o valor pago por vida é muito baixo”, resumiu Idemar sobre uma das reivindicações dos usuários.

 

No último dia 21 de setembro foi realizada uma nova licitação para a região de Umuarama. O valor licitado ficou em R$ 20,28, ou seja, o valor per capita pago por vida quase dobrou. O novo investimento trouxe esperança para o secretário. “Diante deste fato esperamos que o atendimento seja melhorado em todos os sentidos”, declarou.

 

Entre os principais problemas relatados, os representantes do Grupo de Usuários do SAS elencaram:

 

  • Demora na marcação das consultas;
  • Falta de especialistas;
  • Dificuldade no acesso, isto é, os servidores se deslocam de municípios distantes para serem atendidos em Umuarama;
  • Obrigatoriedade de serem atendidos (os usuários) por um clínico geral antes do especialista;
  • Existência de somente uma clínica de fisioterapia e de exames laboratoriais para o atendimento ao usuário;
  • Demora na marcação de consultas com especialistas;
  • Atendimento por médico diferente quando do retorno de consultas;
  • Dificuldades de diálogo com o gestor do hospital.

As sugestões também foram pensadas pelo grupo. O professor José Guilherme sugeriu – para que seja contemplado nas propostas do Fórum dos Servidores – que o Estado preparasse melhor os seus servidores, por meio de seminários, cursos, palestras, no momento da aposentadoria. Também afirmaram que o ideal seria a fixação de um clínico geral e de profissionais da área de fisioterapia para os primeiros procedimentos nos atendimentos do SAS em cada município da macro região de Umuarama. Outra sugestão dos usuários foi a atualização da lista dos profissionais que atendem pelo SAS. Além dessas citaram ainda que:

 

  • Os atendimentos de usuários de outros municípios por especialistas devem ser realizados no mesmo dia;
  • O retorno das consultas deve ser realizado com o médico que já havia atendido a primeira vez.

Por fim, ficou deliberado pelos presentes que será agendada uma reunião com o administrador do hospital para a segunda quinzena de outubro. O intuito é levar as reivindicações dos servidores públicos estaduais. “Como o hospital ganhou novamente a licitação e os valores foram reajustados em quase cem por cento esperamos que o atendimento possa ser melhorado para os usuários do SAS de Umuarama, que, agora, contarão com o apoio do Grupo de Usuários do SAS formado a partir deste dia”, concluiu.

 

O secretário de Saúde e Previdência da APP deu inicio à reunião fazendo um breve relato da efetivação do SAS no final do governo Lerner. Também apresentou as propostas do Fórum dos Servidores para um novo modelo de Saúde. Além de Idemar participaram da reunião a secretária de Assuntos Jurídicos, Áurea de Brito Santana, a presidente do núcleo sindical da APP em Umuarama, Sebastiana Ruiz Garcia e a secretária da Aposentados, Neusa Miguel Loureiro, Ivete Tódero Uliana (SAI-TJP/Umuarama), José Guilherme de Oliveira (chefe do NRE – Umuarama), Alice Urbanski Ferraz (Judiciário/Umuarama), Eliana Cardoso Fgaravato (Ministério Público/Umuarama), Maria Aparecida Oliveira Carraro( Sinteemar- Maringá) e Edna Maria Ricas (Emater- Umuarama).