APP e ParanaPrevidência realizam último mutirão de recadastramento do ano APP-Sindicato

APP e ParanaPrevidência realizam último mutirão de recadastramento do ano

O recadastramento deve ser realizado até dia 31 de dezembro de 2023; caso não seja regularizado, o pagamento da aposentadoria será bloqueado a partir de janeiro de 2024

Foto: Louize Lazzarim / APP-Sindicato

A APP-Sindicato sediou, nesta terça-feira (05), a última rodada do mutirão de recadastramento de aposentados(as) do ano. O prazo para realização da regularização com a ParanaPrevidência é até dia 31 de dezembro e, de acordo com a entidade, ainda faltam 23 mil aposentados(as) aptos(as) a continuarem recebendo o benefício em 2024. 

A parceria entre as entidades, firmada em maio, já auxiliou centenas de aposentados(as) a realizarem o procedimento de atualização dos dados cadastrais. Mas o coordenador de relacionamento da ParanaPrevidência, Eugênio Carlos Baptista Junior, alerta: “estimamos que 18 mil beneficiários(as) podem deixar de receber a aposentadoria ao final de janeiro de 2024 devido a não realização da regulamentação”. 

Conforme os dados da ParanaPrevidência, além de Curitiba e sua Região Metropolitana, o município no interior do estado com maior número de aposentados(as) sem atualizarem seus dados é Maringá, restando 4 mil beneficiários(as). Por isso, no dia 15 de dezembro, a ParanaPrevidência realizará um mutirão de recadastramento em Maringá, das 9h às 17h, no Colégio Estadual Gastão Vidigal ( Rua Líbero Badaró, N° 252 – zona 7).

O mutirão, além de promover o recadastramento da categoria, também auxilia na regularização das demais informações dos(as) aposentados(as) no aplicativo da ParanaPrevidência, como o endereço residencial e e-mail. O aplicativo também proporciona o recebimento de notificações quando há alguma pendência com a instituição e a visualização do contracheque.

Adelaide Mazza Correia, secretária de Aposentados(as) da APP-Sindicato, acrescenta que a iniciativa é importante para promover um atendimento humanizado e especializado para a categoria.

“As pessoas chegam aqui para regularizar suas pendências, mas também resolvem outras situações. Um exemplo disso foi o caso de uma aposentada que, após realizar o recadastramento, foi auxiliada pelas atendentes da ParanaPrevidência sobre descontos indevidos, situação que sozinha não estava conseguindo solucionar”, afirma Adelaide.

MENU