APP cobra solução para problemas de atendimento pelo SAS no Hospital Metropolitano de Sarandi APP-Sindicato

APP cobra solução para problemas de atendimento pelo SAS no Hospital Metropolitano de Sarandi

Instituição é particular, mas recebe recursos do governo do Paraná para atender servidores(as) estaduais e seus dependentes

A situação do Hospital Metropolitano de Sarandi foi tema de reunião entre representantes do Fórum das Entidades Sindicais (FES) e do Departamento de Saúde do Servidor (DSS) da Secretaria da Administração e Previdência, na semana passada. O hospital vem apresentando problemas que preocupam os(as) servidores(as) estaduais.

A instituição é particular, mas recebe recursos do governo do Paraná para atender os servidores(as) estaduais e seus dependentes. 

Participaram da reunião representando a APP-Sindicato as dirigentes da Secretaria de Saúde e Previdência, Tereza Lemos e Júlia Maria. Elas relatam que a diretora do DSS/SEAP apresentou o acompanhamento e fiscalização que vem sendo realizados em todo o Estado nos hospitais conveniados com o SAS. 

“No caso específico de Sarandi, temos cobrado do governo a solução do problema, pois na prática o atendimento não tem acontecido. Tem havido muitas remarcações de consultas e dificuldade para agendamento, principalmente de especialidades”, afirma Tereza. 

“Continuamos o debate sobre esse tema com o DSS/SEAP esta semana, na busca de soluções para os problemas”, completa Tereza.

Há duas semanas, 16 pacientes do Metropolitano foram transferidos para UTIs de outros hospitais, o que preocupou os(as) servidores(as) estaduais em relação ao fechamento do hospital.

De acordo com o DSS, os problemas que ocorreram não têm relação com o SAS e o atendimentos seguem normalmente. Os(as) representantes do governo garantiram que não há atraso de pagamento para nenhum hospital conveniado com o SAS. 

O contrato com o hospital foi renovado por meio de aditivo em setembro de 2023, com validade até setembro de 2024.

Ouvidoria

A orientação dos representantes do DSS é que os(as) servidores(as) estaduais e seus dependentes que tiverem problemas de atendimento no Hospital de Sarandi devem registrar ocorrências à ouvidoria no site Saúde do Servidor do Paraná.

“O registro pode ser feito pelo site Saúde do Servidor do Paraná, por telefone disponível no mesmo site e através do QR Code à disposição nos postos de atendimento”, orienta Tereza Lemos.

É possível registrar reclamações também presencialmente. As Centrais de Atendimento Presenciais do SAS funcionam nos hospitais que atendem aos servidores públicos estaduais, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Nas duas últimas semanas a mídia regional tem noticiado problemas no Hospital Metropolitano de Sarandi. A maioria dos 700 funcionários está com salários atrasados. Os que ganham menos receberam R$ 900 em duas parcelas de R$ 600 e R$ 300. As dívidas com trabalhadores estariam na casa dos R$ 2 milhões.

MENU