Após novas convocações, APP cobra que governo disponibilize mais vagas para aprovados(as) em concurso de 2023

Após novas convocações, APP cobra que governo disponibilize mais vagas para aprovados(as) em concurso de 2023


Na última quinta-feira (9), o Departamento de Recursos Humanos e Previdência da Secretaria de Estado da Administração e da Previdência publicou o Edital  N° 109/2024, convocando professores(as) e pedagogos(as) para a avaliação médica.

:: Receba notícias da APP pelo Whatsapp ou Telegram

A publicação regulamenta o chamamento de profissionais da educação para assumir vagas estabelecidas a partir do concurso regido pelo Edital n° 011/2023, de 22 de março de 2023, promovido pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná (SEED-PR).

De acordo com o documento, foram convocados(as) educadores(as) em cumprimento a determinações judiciais e também algumas vagas da ampla concorrência.

Ainda segundo o edital, os(as) profissionais deverão realizar todos os exames e enviar um documento oficial de identificação digitalizado, a Ficha de Informações Médicas (FIM), preenchida, assinada e digitalizada e os Exames de Auxílio Diagnóstico e Avaliações Especializadas, através do sistema e-protocolo até o dia 10 de junho.

A APP-Sindicato reforça que está acompanhando o processo de perto e ressalta que o governo tem condições de chamar mais profissionais, além do número mínimo de vagas.

“A defesa da APP é que o Estado faça o chamamento que contemple todas as disciplinas, todos os 32 Núcleos Regionais de Educação, pois existem vagas. Nós temos hoje quase 30 mil profissionais em regime de PSS e 13 mil aprovados no concurso. Cobramos hoje que todos estes 13 mil sejam chamados, uma vez que tem vaga”, explica o coordenador do Departamento de PSS, Élio da Silva.

Já o Clau Lopes, também coordenador do departamento PSS aponta que a APP continuará lutando para garantir que mais educadores(as) aprovados(as) sejam convocados(as) para assumir o concurso.

“Nós da APP sempre lutamos para a categoria em geral, não importa se é PSS, QPM, funcionários de escola ou pedagogos e nesse sentido é importante a posição de que essas injustiças, irregularidades ou situações que prejudicam a classe trabalhadora sejam resolvidas”, finaliza Lopes.

>> Confira o Edital  N° 109/2024


:: Leia mais:

:: APP vai oficiar Seed sobre divergências em convocações no concurso

Isso vai fechar em 0 segundos

MENU