Nota de apoio aos educadores do Rio de Janeiro

Nota de apoio aos educadores do Rio de Janeiro


null

A APP-Sindicato vem a público manifestar a sua solidariedade e apoio a luta dos educadores do Rio de Janeiro/RJ que em greve a mais de 50 dias, agora estão acampados em frente a Câmara de Vereadores.

Também queremos repudiar a violência com que a Polícia Militar obrigou os profissionais da educação a saírem da Câmara no dia 28/09 e também ao lado de fora, com os manifestantes que apoiavam a ocupação, na qual a PM utilizou bombas de efeito moral, bombas de gás, gás de pimenta e cassetetes.

Entendemos que qualquer medida que trate da carreira dos profissionais de educação precisa ser construída a partir de um processo de diálogo com a categoria e não de cima para baixo como fez a prefeitura do Rio de Janeiro. É inadmissível que no momento em que vivemos, m aparente consenso sobre a importância de ampliar os investimentos em educação, governantes tentam aprovar medidas que retire o direito dos educadores.

A APP também discorda da multa determinada pela justiça contra o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do RJ (Sepe) por cada dia a mais de greve. Absurdo, os governantes não cumprem a lei do piso e os trabalhadores quando vão cobrar a aplicação da lei, recebem da justiça à punição. Quem não está cumprindo a lei não são os educadores.

A luta pela educação pública, de qualidade e de valorização dos profissionais de educação, é uma luta que une todos os educadores do país. Por isso nós educadores do Paraná externamos a nossa solidariedade aos professores e funcionários da rede municipal e estadual do Rio de Janeiro.

Isso vai fechar em 5 segundos

MENU