7 de Agosto: APP-Sindicato comemora o Dia do(a) Funcionário(a) de escola

7 de Agosto: APP-Sindicato comemora o Dia do(a) Funcionário(a) de escola


Foto: Divulgação

Celebrar a data é uma singela homenagem aos(às) funcionários(as) de escola que tanto se envolvem no dia a dia do ensino e aprendizado. São educadores(as) que desempenham um importante papel na escola. Todos(as) os(as) envolvidos(as) no cenário escolar são protagonistas da educação pública de qualidade.

A APP-Sindicato começou a comemoração no dia 01 de agosto com a Semana do(a) Funcionário(a) de escola. Entre os temas abordados estão várias denúncias, que foram gravadas por funcionários(as) relatando as diferentes violências que acontecem nas escolas como: a falta de funcionários(as) nos ambientes, a escassez da merenda escolar, a situação dos(as) colegas do Paranaeducação e a realidade dos(as) funcionários PSS. Além do fato do governo do Estado não garantir a substituição dos(as) funcionários(as) em licença (saúde, estudo ou especial).

Para a secretária de Funcionários da APP-Sindicato, Nádia Brixner, a Semana e o Dia dos(as) Funcionários(as) precisam ser marcados com essas denúncias. Porém, também precisam ser vivenciados pela celebração do reconhecimento como profissionais da educação, que completa oito anos. “Apesar de fazer pouco tempo, já percebemos a diferença. A mudança aconteceu principalmente com o profissionalismo garantido com o Profuncionário. Assim, os funcionários e funcionárias não são meros coadjuvantes, mas, de fato, estão nas escolas para desenvolver o trabalho da melhor maneira, somando-se na rotina escolar para transformar a educação paranaense”, destaca a funcionária Nádia.

Funcionários(as) são educadores(as)!

Quem vivencia a realidade nas escolas percebe que a sociedade, o governo e, muitas vezes, os(as) colegas de trabalho, enxergam a educação formada apenas por professores(as), alunos(as) e o espaço da escola. Os funcionários(as) inexistem para muitas pessoas.

Os(as) funcionários(as) participam ativamente das instâncias de debate da APP-Sindicato. Afinal, a educação não acontece somente dentro da sala de aula e sim em cada espaço escolar. Podemos citar muitos exemplos da relação dos(as) funcionários(as) com os(as) próprios(as) estudantes: seja no pátio ou no recreio, na fila da merenda, na biblioteca, nos laboratórios de informática ou na secretaria. Ou seja, em todos os espaços acontecem o processo de ensino e aprendizagem.

Atenção para a retrospectiva e valorização que começou a existir aos(às) funcionários(as), mesmo longe de ser a ideal:

2005 – Profissionalização dos(as) funcionários(as) com o Profuncionário

2008 – Aprovação do Plano de Carreira

2009 – Reconhecimento dos(as) funcionários(as) como profissionais da educação no mês de agosto

Nádia Brixner relembra essa pauta da APP-Sindicato e a constante luta em prol dos(as) funcionários(as) e, com isso, estão ganhando mais espaço na educação como verdadeiros(as) educadores(as). “Nas reuniões com o governo do Paraná, para que aconteça a real valorização dos funcionários e funcionárias, com formação continuada condizente, respeito à carreira e o pagamento do salário condigno com a realidade. Sabemos que ainda temos um grande desafio pela frente. Que é justamente fazer com que de fato isso aconteça. A forma de tratamento diferenciada entre funcionários e funcionárias, professores e professoras se comprova. Os funcionários e funcionárias são tratados de forma preconceituosa. É como se não tivéssemos a mesma importância no trabalho pedagógico escolar. É uma defesa que fazemos em respeito aos funcionários e funcionárias e à vida nas escolas”.

Confira os vídeos especiais da Semana dos(as) Funcionários(as):