370 deputados(as) pelo desmonte da aposentadoria

Em votação do segundo turno, a reforma foi aprovada e segue para análise do Senado

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Na noite desta terça-feira (06), foi realizada a segunda votação do texto-base da proposta de emenda à constituição que reforma a Previdência. Por 370 votos a favor, 124 contra e 1 abstenção, o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou a PEC que altera as regras para a aposentadoria. Sob aplausos, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), proclamou o resultado à 0h38 desta quarta-feira (7), depois de cinco horas de debates.

Segundo Maia, os(as) deputados(as) discutem os destaques na manhã de terça-feira. No segundo turno, só podem ser votados destaques e emendas supressivas, que retiram pontos do texto. Propostas que modificam ou incluem pontos não podem mais ser apresentadas.

A votação em primeiro turno foi concluída no dia 13 de julho, antes do recesso parlamentar. Durante a votação, o texto principal foi aprovado por 379 votos a 131. No segundo turno também é necessários 308 votos para que a PEC ser aprovada. Concluída a tramitação na Câmara, a “deforma da previdência” segue para análise do Senado, onde também será votada em dois turnos de votação.

A oposição tenta ainda modificar trechos da proposta e anunciou que apresentará os nove destaques a que tem direito para tentar retirar pelo menos quatro itens do texto. Estão no foco dos partidos da oposição a retirada de trechos como as mudanças na pensão para mulheres, nas aposentadorias especiais, na pensão por morte e as regras de transição.

Segundo a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), a oposição trabalhará na “redução de danos” ao(à) trabalhador(a). Entre os pontos mais críticos que a oposição tentará retirar da reforma estão a restrição ao abono salarial a quem recebe até R$ 1.364,43 em renda formal e a redução de novas pensões a 50% do salário médio do(a) cônjuge falecido(a), com acréscimo de 10 pontos percentuais por dependente. Os deputados da base governista afirmam que os destaques serão rejeitados, independentemente dos esforços dos partidos de oposição.

Veja como votaram os(as) deputados(as) paranaenses

Favoráveis à reforma:

Aline Sleutjes – PSL
Aroldo Martins – PRB
Boca Aberta – PROS
Christiane Yared – PL
Diego Garcia – PODEMOS
Evandro Roman – PSD
Felipe Francischini – PSL
Filipe Barros – PSL
Giacobo – PL
Hermes Parcianello – MDB
Leandre – PV
Luisa Canziani – PTB
Luiz Nishimori – PL
Luizão Goulart – PRB
Paulo Eduardo Martins – PSC
Pedro Lupion – DEM
Reinhold Stephanes Junior – PSD
Ricardo Barros – PP
Rubens Bueno – Cidadania
Sargento Fahur – PSD
Schiavinato – PP
Toninho Wanderscheer – PROS
Vermelho – PSD

Contrários à Reforma:

Aliel Machado – PSB
Enio Verri – PT
Gleisi Hoffmann – PT
Gustavo Fruet – PDT
Luciano Ducci – PSB
Zeca Dirceu – PT

Confira os principais pontos da reforma da previdência

Com informações do site Porém.net