1º de Maio dá exemplo de unidade do movimento sindical ao país e ao mundo

1º de Maio dá exemplo de unidade do movimento sindical ao país e ao mundo

1º de Maio Pela Vida, Democracia, Emprego, Vacina para todos e pelo Auxílio Emergencial de R$ 600

Sábado – 1º de Maio Pela Vida, Democracia, Emprego, Vacina para todos e pelo Auxílio Emergencial de R$ 600, enquanto durar a pandemia. De forma unitária, CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, Intersindical, Pública e CGTB realizaram ato do Dia Internacional do Trabalhador e da Trabalhadora, em formato de live, com transmissão da Rede TVT – a TV do Trabalhador – e redes sociais. Pode ser visto no Youtube das centrais, seus sindicatos e entes.

Este é o terceiro 1º de Maio unitário realizado pelas centrais sindicais e o segundo consecutivo em formato virtual, em respeito ao isolamento exigido pela pandemia do novo coronavírus. Não é momento de aglomerações, mas sim de preservar vidas. O Brasil já ultrapassa as 400 mil mortes por Covid-19, mas vacinou menos de 31 milhões de brasileiros e brasileiras até agora, menos de 15% da população).

“É muito importante que o movimento sindical brasileiro, dê exemplo, mostre para o Brasil e para o mundo que, principalmente diante da tragédia da pandemia e de um governo federal autoritário e genocida, nós superamos problemas, deixamos de lado as nossas diferenças, para defender a vida, a democracia, empregos, vacina, auxílio emergencial de R$ 600″, afirma o presidente nacional da CUT, Sérgio Nobre.

E complementa: “Não há tarefa mais importante à classe trabalhadora do que derrotar Bolsonaro, porque temos de fazer o Brasil retomar o caminho da democracia, do crescimento, do emprego de qualidade, dos direitos, das liberdades. Essa é uma pauta comum ao movimento sindical”.

Sérgio Nobre também lança livro sobre a devastação causada pela Operação Lava Jato ao emprego e à economia brasileira.

Reflexão

A live do 1º de Maio unitário das centrais sindicais também exibirá vídeo de balanço de suas ações, no qual mostra que foram ao Congresso Nacional, governos estaduais dialogar e propor caminhos para o enfrento à pandemia e saídas para à economia e crise sanitária instalada desde o início da pandemia.

2021 04 30 card primeiro maio programacao cut
Fonte: CNTE / CUT (*Com edição)