Servidores(as) elegem representantes para conselhos de Administração e Fiscal da ParanaPrevidência


Foto: Aline D'avila de Lima

O Fórum das Entidades Sindicais fez uma plenária na última terça-feira (08) para referendar o processo eleitoral dos(as) representantes para os conselhos de Administração e Fiscal da ParanaPrevidência. Com a participação de delegados(as) eleitos(as) em assembleias dos 22 sindicatos que pertencem ao FES, a plenária foi realizada na APP-Sindicato, em Curitiba.

Entre os temas debatidos, está o aumento da participação dos(as) servidores(as) nos conselhos da ParanaPrevidência. A representante da APP-Sindicato no FES, professora Marlei Fernandes de Carvalho, explica que esse é um direito em garantido em lei. “Nós temos um embate com o governo neste momento, pois o Estado não quer reconhecer a Lei 18469/2015 que foi aprovada no fatídico dia 29 de abril. O único ponto bom da lei é que garante o aumento da participação dos servidores nos conselhos. O governo, mais uma vez, não quer cumprir o que a lei determina. Nós referendamos todos os eleitos e entendemos que é um processo legítimo já representamos a grande maioria dos servidores públicos do Paraná”, destaca Marlei.

A data-base dos(as) servidores(as) também foi debatida na plenária. O FES vai solicitar ao governo uma reunião com a presença do secretário de Fazenda, Mauro Ricardo, para confrontar os números apresentados na Assembleia Legislativa do Paraná, no dia 31 de maio. “Nós faremos uma denúncia no Ministério Público e na Assembleia Legislativa de que o secretário Mauro Ricardo não apresentou os números oficiais que estão hoje no site do governo. Ele apresentou outros dados na prestação de contas oficial, infringindo os que são, de fato, números reais. Queremos debater os números reais e fazer um contraponto em relação aos dados não oficiais – para nós, mentirosos – que o secretário vem apresentando para a sociedade e para o governo. Vamos continuar nossa luta pela data base”, garante.

Greve geral – Os(as) servidores(as) debateram sobre a participação na greve geral, que será realizada no dia 30 de junho. Pedindo Diretas Já, contra as reformas da previdência e trabalhista no âmbito nacional, os(as) servidores(as) paranaenses também cobrarão a data-base do governo Beto Richa. “Todos os sindicatos farão suas assembleias, deliberando a participação dos servidores na greve geral”, explica Marlei.

LDO – Até o dia 30 de junho o governo do Estado precisa aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2018. O FES apresentou diversas emendas ao Projeto de Lei por meio dos deputados estaduais, na Assembleia Legislativa do Paraná. “O governo está se negando a colocar a previsão de pagamento da data-base para o próximo ano na LDO de novo. Além disso, também apresenta uma diminuição de recursos significativos que impedem que o serviço público tenha a qualidade que nós tanto desejamos” destaca Marlei.

O FES acompanhou e cumpriu o prazo que as emendas tinham para serem apresentadas, que foi até o dia 29 de abril. Os(as) servidores(as) vão conversar com os(as) deputados(as) em diversas regiões do Estado pedindo que priorizem os(as) servidores(as) e o serviço público, não deixando que a data-base fique como um efetivo orçamento para atender as políticas públicas fora da LDO. “Faremos uma audiência pública e uma mobilização de todos os servidores no dia da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias”, destaca.

Precatórios – O FES também debateu o pagamento dos precatórios para os(as) servidores(as). “Faremos uma ação mais incisiva também sobre o pagamento de precatórios para as nossas categorias que já esperam isso há bastante tempo”, finaliza Marlei.

Confira a lista de representantes eleitos pelo FES para os Conselhos de Administração e Fiscal da ParanaPrevidência:

Conselho de Administração – Ativos:

Titulares – Marlei Fernandes de Carvalho (APP-Sindicato) e José Maria de Oliveira Marques (Sinteemar).
Suplentes – Silvia Eugenia Albertini (Sindsaúde) e Manoel Ronaldo Carvalho Paiva (Assuel).

Conselho de Administração – Aposentados:

Titular – Vilma Terezinha de Souza Pinto (APP-Sindicato)
Suplente – Soraia Reda Gilber (Sindsaúde)

Conselho Fiscal – Ativos:

Titulares – Cristiane Pereira Brito (APP-Sindicato), Gracy Kelly Bourscheid (Sinteoeste) e Eder Adão Rossato (Sinteemar).
Suplentes – Geraldo Carvalho de Oliveira (Sindseab), Silvia Regina de Lima Penerotti (Sindetran) e Paulo Antônio (Sindarspen).

Conselho Fiscal – Aposentados:

Titular – Ligia Aparecida Cardieri (Sindsaúde)
Suplente – Nelson Martins Garcia (Sinteemar)