Servidores(as) aposentados(as) debatem direitos na Vigília pela data-base

Valorização do trabalho de anos e cobrança pelo fundo da Paranaprevidência foram temas abordados

Foto: APP-Sindicato

Nesta manhã de terça-feira (19), a pauta dos(as) servidores(as) aposentados(as), foi norteadora para a Vigília e Acampamento do funcionalismo público paranaense. O momento foi uma oportunidade para decidir ações de unificação entre os Sindicatos que compõem o Fórum das Entidades Sindicais (FES).

Aposentados(as) sim, inativos(as) nunca! Aposentados(as) sim, acomodados(as) não! Foram lemas destacados com muito orgulho por trabalhadores(as). Seja por quem já se aposentou ou por quem está na espera pela aposentadoria, mas, a luta é única pela valorização de uma vida laboral e, acima de tudo, por cidadania.

A secretária de Aposentados(as) da APP-Sindicato, Valci Matos, lembrou da época em que começou a lecionar e das mudanças ocorridas nesse percurso. “Escolhemos a profissão e nos integramos. Em 1996, a mudança de um Plano de Carreira e, em 2004,  houve a construção do novo Plano de Carreira do Professor pela Lei 103/2014. Aposentado não deixa de lutar e no dia 29 de abril muitos de nós colocamos o nosso corpo como escudo. Continuamos na defesa pela nossa previdência e data-base já”.

A cobrança justa dos(as) servidores(as) aposentados(as) se faz também pelos anos de contribuição à Paranaprevidência e, o mínimo esperado, é a forma de como o governo do Estado administra as finanças.

No debate, a emoção e o orgulho profissional prevalecem com pronunciamentos como “a luta é difícil e complicada, mas, nesses momentos quando encontramos colegas de profissão entendemos que vale a nossa dedicação” ou “quem se torna inativo se prepara para a morte e nós nos preparamos com esmero para a vida” e “garantir o meu direito também é garantir o do próximo”.

Leia mais:

::Servidores(as) reprovam contas da Paranaprevidência

::Richa entrou com ação que pode quebrar o ParanaPrevidência