Professores(as) municipais de Itaguajé exigem o pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional

Educadores(as) estão em Estado de Greve desde o dia 06 de março

Foto: APP-Sindicato

Nesta quinta-feira(29), educadores(as) do município de Itaguajé, dirigentes do Núcleo Sindical de Maringá da APP-Sindicato e da direção estadual cobraram a aplicação da Lei do Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN) ao prefeito da cidade, Juninho (PTB).

Os(as) professores(as) estão em Estado de Greve desde o dia 06 de março e exigem o reajuste de 6,81% nos salários, como determina o PSPN. O secretário Executivo de Comunicação da APP-Sindicato, Claudinei Pereira, destaca a luta dos(as) educadores(as) para ter os salários adequados ao piso nacional. “Ontem, dia 28, houve uma paralisação em Itaguajé, mas o prefeito não recebeu os professores. Hoje retornamos na prefeitura e expusemos a situação vivida pelos educadores. O piso é um direito da educação, assim como reivindicar sua aplicação. A APP continua acompanhando a mobilização dos educadores e dando o apoio necessário para a luta por mais valorização do magistério”, destaca Claudinei.

A pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2018 foi entregue à administração do município no dia 19 de março. No documento, a APP reivindica que o índice de reposição do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) seja repassado ao magistério. A APP aguarda propostas da prefeitura para as reivindicações apresentadas pelos(as) educadores(as).