Nota de repúdio à tentativa do governo de censurar debate sobre a BNCC em Foz do Iguaçu

Nota de repúdio às práticas autoritárias e antidemocráticas da Seed e do Núcleo Regional de Educação de Foz do Iguaçu

Nota de repúdio às práticas autoritárias e antidemocráticas da Seed e do Núcleo Regional de Educação de Foz do Iguaçu

A APP-Sindicato, organização sindical que representa os(as) trabalhadores(as) em educação pública do Paraná, manifesta repúdio e indignação à tentativa da Secretaria de Estado da Educação do Paraná (Seed), por meio do Núcleo Regional Educação de Foz do Iguaçu, de impedir a realização de debate com a comunidade escolar sobre conjuntura educacional, BNCC e Reforma do Ensino Médio.

O evento foi programado para acontecer no último sábado (25) no Colégio Estadual Barão do Rio Branco, com palestra da professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), pesquisadora e doutora em Educação, Andréa Caldas. Mas, de forma autoritária, a administração do Estado proibiu a realização do debate sobre educação nas dependências da unidade escolar.

Esse ato antidemocrático do governo, que lamentavelmente não é novidade, reforça a importância da participação dos(as) educadores(as) nos debates sobre reformas que promovem retrocessos na educação, sobretudo a proposta da BNCC e a Reforma do Ensino Médio. É preciso ampliar a resistência contra os projetos que colocam em risco a escola pública e a carreira docente.

O Colégio Barão do Rio Branco é um símbolo da resistência na luta pela educação pública, gratuita, laica e de qualidade. Não por acaso, mantém o Curso de Formação de Docentes, reunindo diversos profissionais da educação que – considerando inclusive a ausência de formação oferecida pelo governo – precisam se atualizar sobre as discussões e políticas que impactam e impactarão profundamente suas vidas e toda a comunidade escolar.

Em resposta às tentativas autoritárias, ilegais, antidemocráticas e absurdas de censurar o acesso da comunidade ao exercício da cidadania e participação, direitos assegurados pela Constituição Federal, o evento foi transferido para outro local. Não nos calarão.

APP-Sindicato – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná

Curitiba, 27 de agosto de 2018