Justiça proíbe divulgação de material de campanha da Chapa 3


Prestação de contas da APP, é analisada pelos(as) sindicalizados(as) (Foto: APP-Sindicato)

A APP-Sindicato, no intuito de preservar a imagem da instituição, ganhou na Justiça a suspensão da distribuição do material de campanha divulgado pela Chapa 3, que apresenta graves e inverídicas acusações contra a instituição. Trata-se de um verdadeiro ataque à história de luta construída pelo conjunto da categoria, que debate e aprova em assembleia estadual, todas as ações do Sindicato, inclusive as de natureza financeira.

O Tribunal Regional do Trabalho, por meio do juiz Ricardo Jose Fernandes de Campos, determinou “(…)que a ré se abstenha de distribuir o panfleto objeto da presente ação, imediatamente, sob pena de multa de R$ 20.000,00 por dia pelo descumprimento”, acolhendo o pedido da APP-Sindicato por considerar que “(…)em tal material constam informações inverídicas e que tendem a levar o eleitor a erro”, diz a decisão.

A prestação de contas da entidade foi aprovada pelo Conselho Fiscal, eleito pela categoria, que tem um importante trabalho de verificação e fiscalização de todos os gastos da APP e todas as contas são divulgadas no site do Sindicato. Clique AQUI para acessar os documentos.

 A APP-Sindicato garante a transparência na prestação de contas. O Sindicato cumpre o Estatuto da APP e promove anualmente assembleias estaduais de prestação de contas, nas quais educadores(as)analisam e aprovam os gastos da entidade – a última assembleia foi realizada no dia 08 de abril, em Curitiba.

A APP-Sindicato defende o caráter democrático de suas eleições e prima por um processo de votação transparente e seguro.

Clique aqui para ver o pedido de suspensão do material da Chapa 3.

Clique aqui para ver a decisão da justiça.