Justiça libera novo lote da “Ação CLT” com 6 mil beneficiários(as)

Pagamentos estão sendo realizados na medida em que a Justiça do Trabalho faz o repasse

A APP-Sindicato já está realizando a transferência dos pagamentos das indenizações da “Ação CLT” para mais 6.616 professores(as) que aderiram ao acordo até março deste ano.

Os pagamentos ocorrem conforme a justiça faz o processamento das listas e repassa os recursos para a conta judicial da ação. O Sindicato tem prazo de até 10 dias para encaminhar os valores a cada beneficiário(a).

No total, mais de 10 mil professores(as) aderiram ao acordo até março deste ano. Atendendo uma reivindicação do Sindicato, a Justiça concedeu prioridade no pagamento e ampliou o direito de receber 100% do valor da indenização para todos(as) que completaram 60 anos até 31 de outubro deste ano.

Mais de 34 mil professores(as) do Paraná que trabalharam pelo regime celetista entre 1988 e 1992 na rede pública têm direito nesta ação. O pagamento foi liberado depois de uma negociação entre a APP-Sindicato e a Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

O prazo para novas adesões termina no dia 30 de novembro. O Sindicato alerta sobre a possibilidade de quem não aderir agora perder dinheiro no futuro, devido um recurso do governo que reduz em mais de 56% o valor a ser pago.

Em uma transmissão ao vivo nas redes sociais, dirigentes do Sindicato dialogaram com a categoria e esclareceram dúvidas sobre a tramitação da ação. Confira a íntegra.

:: Ação CLT
Orientações e procedimentos

:: Leia também
Ação CLT: Sindicato recomenda adesão ao acordo
Ação CLT: últimos dias para adesão
Justiça do Trabalho libera mais um lote da “Ação CLT”
Sindicato esclarece dúvidas sobre pagamentos da “Ação CLT”
Ação CLT: APP garante pagamento integral para quem tem 60 anos ou mais