• 18 de janeiro de 2017

Atenção aos(às) que estão na ação do RDT

Um grande número de sindicalizados(as) ainda não entregou todos os documentos. O último prazo vence daqui a alguns dias: 19 de janeiro de 2017

 

No final de 2012, a APP-Sindicato ganhou a ação para assegurar o pagamento da integralidade da parcela complementar do Regime Diferenciado de Trabalho (RDT). Em 2016a primeira etapa da execução da ação ocorreu, com a implementação da integralidade nos contracheques de um grupo de professores(as) que se aposentaram anteriormente a maio de 2004.

Apesar de termos feito chamadas neste site, ligado e enviado emails, temos ainda um grande número de sindicalizados(as) com documentos faltantes e mesmo pessoas que se enquadram e ainda não enviaram os documentos para a ação. Situação grave, pois esta ação está por prescrever, quem não entrar no prazo, perde este direito, informa o departamento de Assuntos Jurídicos da APP. Veja a aqui se o seu nome consta nesta lista.

Receberemos a documentação para entrar com a ação de execução, até o dia 19 de janeiro de 2017. Após este prazo não haverá tempo hábil.

O mesmo vale para os(as) que faltam entregar um ou mais dos documentos abaixo relacionados. Prazo final: 19 de janeiro de 2017!

  1. Procuração da APP-Sindicato com firma reconhecida (clique aqui para baixar)
  2. Declaração de custas do perito contador (clique aqui para baixar)
  3. Cópia autenticada do RG
  4. Cópia autenticada do CPF
  5. Contracheque que comprova a data da implantação da integralidade da parcela complementar do RDT
  6. Dossiê histórico funcional
  7. Contracheque de maio de 2004
  8. Pagamento de R$ 30,00 (trinta reais)

EXECUÇÃO está sendo feita em grupos de até 30 professores(as). Para ajudar no pagamento de custas processuais estamos recolhendo o valor de R$ 30,00 por professor(a).

A APP esclarece que não será possível a assistência jurídica gratuita porque não se trata da ação individual, mas de grupo (trinta professores e professoras). Nesta situação, não é deferido o benefício gratuito.

Rodrigo Maia manobra e Câmara aprova urgência para Reforma Trabalhista

Mais uma vez de forma autoritária, a Câmara dos Deputados, sob a batuta do presidente Rodrigo Maia, atropelou o regimento interno…

APP cobra deputados(as) federais: não aprovem a reforma da previdência!

1010Após a paralisação nacional dos(as) trabalhadores(as) no dia 15 de março, demonstrando total contrariedade à reforma da previdência, os(as) educadores(as)…

Secretaria revogará instrução que mudava a jornada das(os) pedagogas(os) e readaptadas(os), segundo NRE de Curitiba

Dirigentes e assessores(as) do Sindicato distribuíram um manifesto contra a proposta do governo de alterar a jornada de pedagogos(as) e…
617Dias 10Horas 39Minutos 28Segundos

Eventos

No dia 26/04, a APP-Sindicato comemora 70 anos de luta e resistência em Defesa da Escola Pública” e neste dia fará essa comemoração nas Praças Públicas e nas escolas, com panfletagem e diálogo com a população.

Seminário e oficina estadual sobre assédio moral e adoecimento dos(as) trabalhadores(as) em educação

Data inicial: 26 de abril de 2017

Data final: 27 de abril de 2017

Local: a definir

A APP-Sindicato realizará neste dia um Seminário e uma oficina estadual que traz como tema principal o assédio moral e o adoecimento dos(as) trabalhadores(as) em educação. Logo em nosso site mais informações sobre esse evento.

18ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública – CNTE.

Data inicial: 17 de abril de 2017

Data final: 28 de abril de 2017

Com o tema: “Democrática e Crítica, a Educação Pública não está à venda” a CNTE – Confederação dos Trabalhadores em Educação está promovendo, entre os dias 17 e 28 de abril, um debate nas escolas, com a comunidade escolar, nos bairros, nas feras e nos comércios sobre a Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista e a Terceirização. Para além, do debate sobre o Direito à Educação Pública e de Qualidade, a Lei da Mordaça e a Reforma do Ensino Médio e destaque para os temas dos(as) funcionários(as) de escola. Clique no link http://www.cnte.org.br/index.php/campanhas/18227-18-semana-nacional-em-defesa-e-promocao-da-educacao-publica-2017.html para outras informações e acesso ao material de debate.

A Assembleia Estadual da categoria também deliberou por Greve Geral no dia 28/04 –  Dia de Luto e Luta em memória dos 2 anos do Massacre do 29 de abril, com atos estadual, regionais e nos municípios juntamente com demais sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais. Ato com concentração no Centro Cívico, em Curitiba.

Lançamento do livro “70 anos da APP-Sindicato”.

Data: 29 de abril de 2017

Local: a definir