APP-Sindicato exige data-base e cumprimento da lei do piso para rede municipal de Astorga

Município tem dívida com professores(as) e mantém tabela salarial desatualizada

Professores(as) da rede municipal de ensino de Astorga, no norte do Paraná, representados pela APP-Sindicato, Núcleo Sindical de Arapongas, saíram às ruas para cobrar o pagamento da data-base e o cumprimento da lei do piso salarial. Durante o ato, realizado na última terça-feira (21), houve distribuição de panfletos e diálogo com a população sobre a atual situação da educação no município.

O Sindicato cobra providências do governo municipal para solucionar os problemas. A defasagem na remuneração dos profissionais da educação vem crescendo em função da reposição ter sido negada ou repassada parcialmente em anos anteriores. De acordo com as informações, o município estaria impedido de conceder reposição salarial por ter extrapolado o limite legal de gasto com pessoal.

Outra reivindicação da categoria é a atualização da tabela salarial, que está defasada em relação ao piso nacional. Segundo o Núcleo Sindical da APP-Sindicato em Arapongas, professores estão recebendo uma complementação, mas a medida é vista como prejudicial à carreira dos(as) trabalhadores(as), já que não entra no cálculo de benefícios do plano de carreira e também da aposentadoria.

A concentração dos(as) professores(as) iniciou em frente à Prefeitura. Na sequência, caminharam pelas ruas centrais da cidade com faixas e conversando com os(as) moradores(as).