APP questiona a avaliação de desempenho: mais uma penalidade

Sindicato disponibiliza modelo de requerimento para questionamento da avaliação

Após a publicação do edital 1.717/2018 – GS/SEED que regulamenta os critérios de pontuação para efeitos de progressão em outubro, a APP-Sindicato recebeu diversos questionamentos sobre os critérios de avaliação de desempenho. Há uma diminuição na pontuação no quesito assiduidade, em virtude da adesão aos dias de greve promovidos pela categoria dos(as) Trabalhadores(as) em Educação do Estado do Paraná.

Ocorre que as faltas já representaram desconto salarial para os(as) servidores(as) e não se trata de simples falta individual, como se fosse injustificada. É movimento reivindicatório decorrente de deliberação da categoria. Portanto, na prática é uma dupla penalidade contra o(a) servidor(a).

O secretário de Assuntos Jurídicos da APP, professor Mario Sergio Ferreira de Souza, explica que as faltas são resultado da ausência de respeito à Constituição e ao direito de greve e manifestação, sendo que pune o(a) servidor(a) duas vezes. “O ex-governador Beto Richa (PSDB) e os demais componentes da sua gestão, Ratinho Junior (PSD) e Cida Borghetti (PP), concordaram com isso e o governo continua mantendo essa posição em relação a esse tema. É fundamental que os trabalhadores – e nossos educadores – percebam isso. Os políticos precisam entender que voto tem consequência, mas também tem troco”.

É necessário que cada educador(a) verifique no seu dossiê quais os motivos apontados e justificados para as faltas e descontos. Se for por motivo de ausência nas escolas nos dias de greve, devem apresentar no seu NRE, o requerimento anexo.

Confira o modelo do Requerimento da APP para essa dupla penalidade: