APP no Setembro Amarelo: Dia Nacional de Prevenção e Combate à Depressão

Sindicato participa da Campanha e alerta: 'Educar, Sim! Adoecer, Jamais!'

Foto: Divulgação Alto Astral

No Dia Nacional de Prevenção e Combate à Depressão, 15 de setembro, é fundamental abordar o tema para toda a sociedade e, no caso dos(as) profissionais da educação, a APP reforça a quantidade de afastamentos concedidos aos(às) educadores(as) pelo diagnóstico da depressão, entre outros problemas graves de saúde. Não é de hoje que o Sindicato luta por melhorias das condições de trabalho nos ambientes escolares.

É uma luta diária no ritmo acelerado e exaustivo das escolas. No caso da educação pública e seus(suas) educadores(as), em especial do Paraná, a perseguição com ataques e retiradas de direitos legais pelo ex-governador Beto Richa (PSDB), nos últimos oito anos, agravou os afastamentos de profissionais. O afronta contra professores(as) e funcionários(as) mostrou a realidade cruel do cenário educacional e de uma categoria que recebe os menores salários do funcionalismo público.

Dados – números recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que a depressão atinge mais de 300 milhões de pessoas no mundo, em número crescente na atualidade. No Brasil, representa em média de 11,5 milhões de brasileiros sofrendo pela depressão, ou seja, uma estimativa de 5,8%. Comparando com os países da América Latina, o Brasil é o que possui maior número de pessoas em depressão.

 

 

Leia mais:

::Educador(a), sua vida vale muito e precisa ser preservada

::APP-Sindicato lança campanha em defesa da saúde dos(as) trabalhadores(as) em educação