• 10 de abril de 2017

APP cobra deputados(as) federais: não aprovem a reforma da previdência!

Núcleos Sindicais conversam com deputados(as) de diversas regiões do Estado

Imagem_nao_reforma_previdencia-300x199

1010Após a paralisação nacional dos(as) trabalhadores(as) no dia 15 de março, demonstrando total contrariedade à reforma da previdência, os(as) educadores(as) seguem em luta para que não seja aprovada a PEC 287/2016, que altera as regras da aposentadoria no país.

Atualmente, 30 deputados(as) federais compõem a bancada paranaense na Câmara e os(as) educadores(as) estão buscando os(as) parlamentares para cobrar que votem contra a reforma, se posicionando a favor dos(as) trabalhadores. A APP-Sindicato reafirma que é totalmente contra a reforma da previdência. Além disso, o sindicato defende que não há necessidade de uma reforma na previdência no Brasil, mas sim a necessidade de se respeitar a correta destinação do Orçamento da Seguridade Social e de se implementar medidas para estancar os desvios de verbas previdenciárias – com destaque para o combate à sonegação e para o fim das desonerações e desvinculações de receitas da União (DRU), que somam juntas cerca de R$ 500 bilhões ao ano.

Núcleos Sindicais conversam com deputados(as) de diversas regiões do Estado

Educadoras e dirigentes do Núcleo Sindical Curitiba Sul conversaram com o deputado Sérgio Souza (PMDB), no dia 13 de março. O deputado afirmou que dentro da reforma da previdência, vou tratar os diferentes de forma diferente. Me comprometo a defender a manutenção dos direitos dos professores a aposentadoria como está na legislação atual”. O deputado afirmou, ainda, que quer a manutenção de aposentadoria especial para professores(as) e mulheres.

Na manhã do dia 13, os dirigentes do Núcleo Sindical Curitiba Norte da APP-Sindicato se reuniram com os deputados federais Leopoldo Meyer e Luciano Ducci, ambos do PSB.  Meyer e Ducci assinaram uma carta conjunta comprometendo a bancada do PSB paranaense a votar contra a atual reforma da previdência. De acordo com a carta, “a reforma proposta fere os direitos já garantidos pela Constituição Federal considerado por nós verdadeiros instrumentos de justiça social”.

No dia 16 de março, professores(as), funcionários(as) de escola e dirigentes do Núcleo Sindical de Arapongas recepcionaram o deputado federal Diego Garcia (PHS) durante um evento realizado na cidade. Os(as) educadores entregaram ao deputado uma carta pedindo seu posicionamento em relação à reforma da previdência. O deputado assinou a carta e assumiu compromisso com a categoria de votar contra a reforma. O deputado federal Diego Garcia faz parte da Comissão Especial da Reforma da Previdência.

Na manhã do dia 17, o Núcleo Sindical de Francisco Beltrão recebeu o deputado federal, Assis do Couto (PDT), durante a reunião do Conselho Regional, na sede da APP.  O deputado se comprometeu com os(as) professores(as) em fazer a defesa contra a reforma da previdência e assinou o compromisso com a classe trabalhadora.O deputado é membro da Comissão Especial da Reforma da Previdência, criada na Câmara dos Deputados para debater a proposta do governo.

No mesmo dia, os(as) educadores(as) foram recebidos no gabinete do deputado Nelson Meurer (PP). O deputado afirmou a necessidade de alguns ajustes na reforma, principalmente para os agricultores familiares e a educação. O deputado não assinou o documento em compromisso com os(as) educadores(as).

Os(as) educadores(as) do Núcleo Sindical de Maringá conversaram com o deputado federal Luiz Nishimori (PR), na última sexta-feira (17). O deputado afirmou ser contra o projeto como está, sendo contrário à maioria dos pontos da reforma.

Na segunda-feira, dia 20, o deputado federal João Arruda (PMDB) esteve na sede estadual da APP-Sindicato para falar sobre a reforma da previdência com a direção. O deputado não assinou o documento. Ele disse não aprovar a proposta como ela está, mas acredita que deve, sim, haver uma reforma na previdência. Arruda disse estar aberto ao diálogo com os(as) educadores(as) e volta a conversar com a APP se houver mudanças e alterações na proposta de reforma da previdência.

O deputado federal Enio Verri (PT) assinou com a APP o compromisso de votar contra a reforma da previdência.

O deputado federal Zeca Dirceu (PT) também é contra a reforma da previdência e assina o termo de compromisso com a APP-Sindicato.

A deputada federal Chris Yared assinou o compromisso com a APP-Sindicato de votar contra as reformas da Previdência e Trabalhista.

A APP-Sindicato também entrou em contato com os deputados Aliel Machado (REDE) que também se posicionou firmemente contra a reforma da previdência, não admitindo sequer nenhuma emenda, garantindo compromisso com toda a classe trabalhadora.

A APP-Sindicato vai encaminhar o ofício 253/17 para o gabinete de todos(as) os(as) deputados(as) federais, pedindo que se posicionem com relação à reforma da previdência.

Conheça quem são os deputados(as) federais paranaenses que vão decidir sobre nossos direitos. Você pode enviar e-mail e cobrar seu voto a favor da classe trabalhadora, contra a reforma.

  • Alex Canziani – PTB – dep.alexcanziani@camara.leg.br
  • Alfredo Kaefer- PSL – dep.alfredokaefer@camara.leg.br
  • Aliel Machado – REDE -dep.alielmachado@camara.leg.br
  • Assis do Couto – PDT – dep.assisdocouto@camara.leg.br
  • Christiane de Souza Yared – PR – dep.christianedesouzayared@camara.leg.br
  • Delegado Francischini – SD – dep.delegadofrancischini@camara.leg.br
  • Diego Garcia – PHS – dep.diegogarcia@camara.leg.br
  • Dilceu Sperafico – PP -dep.dilceusperafico@camara.leg.br
  • Edmar Arruda – PSD – dep.edmararruda@camara.leg.br
  • EnioVerri – PT – dep.enioverri@camara.leg.br
  • Evandro Roman – PSD – dep.evandroroman@camara.leg.br
  • Giacobo – PR – dep.giacobo@camara.leg.br
  • Hermes Parcianello – PMDB – dep.hermesparcianello@camara.leg.br
  • João Arruda – PMDB – dep.joaoarruda@camara.leg.br
  • Leandre – PV – dep.leandre@camara.leg.br
  • Leopoldo Meyer – PSB – dep.leopoldomeyer@camara.leg.br
  • Luciano Ducci – PSB – dep.lucianoducci@camara.leg.br
  • Luiz Carlos Hauly – PSDB – dep.luizcarloshauly@camara.leg.br
  • Luiz Nishimori – PR – dep.luiznishimori@camara.leg.br
  • Nelson Meurer – PP – dep.nelsonmeurer@camara.leg.br
  • Nelson Padovani – PSDB – dep.nelsonpadovani@camara.leg.br
  • Osmar Bertoldi- DEM -dep.osmarbertoldi@camara.leg.br
  • Reinhold Stephanes- PSD – dep.reinholdstephanes@camara.leg.br
  • Rocha Loures – PMDB – dep.rochaloures@camara.leg.br
  • Rubens Bueno – PPS – dep.rubensbueno@camara.leg.br
  • Sandro Alex – PSD – dep.sandroalex@camara.leg.br
  • Sergio Souza – PMDB – dep.sergiosouza@camara.leg.br
  • Takayama – PSC – dep.takayama@camara.leg.br
  • Toninho Wandscheer – PROS – dep.toninhowandscheer@camara.leg.br
  • Zeca Dirceu – PT – dep.zecadirceu@camara.leg.br

 

Rodrigo Maia manobra e Câmara aprova urgência para Reforma Trabalhista

Mais uma vez de forma autoritária, a Câmara dos Deputados, sob a batuta do presidente Rodrigo Maia, atropelou o regimento interno…

Secretaria revogará instrução que mudava a jornada das(os) pedagogas(os) e readaptadas(os), segundo NRE de Curitiba

Dirigentes e assessores(as) do Sindicato distribuíram um manifesto contra a proposta do governo de alterar a jornada de pedagogos(as) e…

Seis possíveis efeitos da terceirização na Educação

A terceirização entrou em pauta com força no Congresso Nacional nos últimos dias. Por falta de um, dois projetos de…
617Dias 10Horas 50Minutos 56Segundos

Eventos

No dia 26/04, a APP-Sindicato comemora 70 anos de luta e resistência em Defesa da Escola Pública” e neste dia fará essa comemoração nas Praças Públicas e nas escolas, com panfletagem e diálogo com a população.

Seminário e oficina estadual sobre assédio moral e adoecimento dos(as) trabalhadores(as) em educação

Data inicial: 26 de abril de 2017

Data final: 27 de abril de 2017

Local: a definir

A APP-Sindicato realizará neste dia um Seminário e uma oficina estadual que traz como tema principal o assédio moral e o adoecimento dos(as) trabalhadores(as) em educação. Logo em nosso site mais informações sobre esse evento.

18ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública – CNTE.

Data inicial: 17 de abril de 2017

Data final: 28 de abril de 2017

Com o tema: “Democrática e Crítica, a Educação Pública não está à venda” a CNTE – Confederação dos Trabalhadores em Educação está promovendo, entre os dias 17 e 28 de abril, um debate nas escolas, com a comunidade escolar, nos bairros, nas feras e nos comércios sobre a Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista e a Terceirização. Para além, do debate sobre o Direito à Educação Pública e de Qualidade, a Lei da Mordaça e a Reforma do Ensino Médio e destaque para os temas dos(as) funcionários(as) de escola. Clique no link http://www.cnte.org.br/index.php/campanhas/18227-18-semana-nacional-em-defesa-e-promocao-da-educacao-publica-2017.html para outras informações e acesso ao material de debate.

A Assembleia Estadual da categoria também deliberou por Greve Geral no dia 28/04 –  Dia de Luto e Luta em memória dos 2 anos do Massacre do 29 de abril, com atos estadual, regionais e nos municípios juntamente com demais sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais. Ato com concentração no Centro Cívico, em Curitiba.

Lançamento do livro “70 anos da APP-Sindicato”.

Data: 29 de abril de 2017

Local: a definir